fbpx

Desde o início das atividades da Funpresp, em 2013, até o resultado parcial de setembro, com posição do dia 17, a rentabilidade acumulada da Entidade é de 117,02%, superando o índice de referência de 98,01%. O resultado é reflexo da consistência nos resultados de médio e longo prazos, que são o foco da atividade da Fundação.

O desempenho favorável é capaz de absorver flutuações momentâneas na rentabilidade de curto prazo, causadas por crises pontuais, como a atual, decorrente da pandemia da covid-19. É importante lembrar que a Fundação possui uma Política de Investimentos consistente e de responsabilidade fiduciária, com foco no horizonte de longo prazo, e eventuais perdas de momento não comprometem o desempenho das carteiras e o consequente alcance do índice de referência dos planos previdenciários. 

As oscilações de mercado em agosto e na prévia de setembro afetaram brevemente a rentabilidade dos investimentos da Funpresp, que registrou leve queda de 0,13% em setembro, no resultado parcial até o dia 17 do mês. No ano, porém, o resultado é positivo em 2,13%, um pouco abaixo do índice de referência para o período (IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Amplo + 4% a.a.), que foi de 3,70%. Nos últimos 12 meses, o rendimento foi de 5,05%, ainda abaixo do índice de referência de 6,70%.

Carteiras – A carteira Performance, com maior exposição aos riscos de mercado, apresentou rentabilidade de 3,64% em 2020 (até o dia 17 de setembro). Já a carteira Preservação, formada majoritariamente por títulos públicos federais de longo prazo, vem sofrendo oscilações. No mesmo período, a rentabilidade da carteira foi de 1,66%. 

Histórico – A Funpresp tem histórico de manter a constância no desempenho, preservando o valor investido pelos participantes. Assim como outras fundações, a Entidade já registrou resultados mensais negativos, como em agosto de 2015, que apresentou queda na rentabilidade causada por fatores econômicos e políticos externos e internos da conjuntura da época. Esse resultado foi revertido nos meses seguintes e a rentabilidade em 2015 foi de 12,06%. Desde sua criação, em 2013, somente em dois anos o índice de referência não foi alcançado, 2013 e 2015, mas o resultado em outros anos mais do que compensou o baixo desempenho desses exercícios. 

Cotas – As cotas diárias dos planos estão disponíveis até 31 de agosto de 2020 e podem ser conferidas no menu “Transparência” do site, na área restrita da Sala do Participante ou nos links abaixo:

Plano ExecPrev
Plano LegisPrev