funpresp

0800 282 6794   |    Acessibilidade    |    Mapa do Site

Todos os anos, você ouve falar que pode deduzir o equivalente a até 20,5% da sua renda bruta anual do imposto de renda se fizer contribuições adicionais à Funpresp. Vamos entender de uma vez como fazer isso para que você possa tirar o máximo proveito da sua previdência complementar e, de quebra, reduzir ainda mais a mordida do Leão?

Atenção: para obter dedução ADICIONAL na declaração do Imposto de Renda 2022, você deve solicitar seu boleto de contribuição facultativa até o dia 23 de dezembro. Confira como proceder ao final desse texto.

Como funciona?

A Receita Federal permite que você deduza até 20,5% de toda a sua renda bruta anual com contribuições para planos de previdência complementar. Disso, você precisa entender que:

  1. A renda bruta inclui não só o seu salário, mas qualquer outra renda que você tiver (aluguéis, por exemplo). Logo, você precisa somar todas as rendas que tem ao longo do ano para iniciarmos o cálculo;
  2. A dedução de até 20,5% não inclui só a Funpresp, mas todo tipo de previdência complementar. Então, se você também possui um plano de previdência em um banco, por exemplo, é preciso incluir as contribuições para esse plano na conta;
  3. Das suas contribuições feitas mensalmente em contracheque, já é deduzido o equivalente a 8,5%. Na prática, então, você pode deduzir mais 12%;
  4. A gratificação natalina (13º salário) não entra nessa conta.

A boa notícia é que você não precisa fazer conta: a Funpresp disponibiliza para você, todos os anos, um simulador atualizado de imposto de renda. Você pode clicar aqui e baixar o simulador, que é simples e fácil de usar. Já vamos entender como ele funciona.

Para descobrirmos qual valor você deve realizar em contribuição facultativa na Funpresp para aproveitar o máximo de dedução fiscal, quatro campos do simulador nos interessam. Vamos ao primeiro:

Renda anual (12 salários): Vamos supor que sua remuneração bruta como servidor seja de R$ 8,5 mil. Multiplicando por 12 meses, dá uma renda bruta anual de R$ 102 mil (lembrando que não estamos considerando que você tenha uma renda extra, ok?). Preencha esse valor no campo “Renda anual (12 salários)”:

Contribuições à previdência oficial (RPPS) – anual: Com uma remuneração bruta de R$ 8,5 mil mensal, sua contribuição ao RPPS, em 2021, foi de R$ 1.060,96. Ao longo do ano, o valor é de R$ 12.731,52. Preencha o valor no campo correspondente:

Total das contribuições regulares à Funpresp – anual: Ao longo de 2021, se você contribuiu com a alíquota máxima (de 8,5%) sobre o seu Salário de Participação (levando em conta sua remuneração de R$ 8,5 mil), o valor total destinado à sua previdência complementar na Funpresp foi de R$ 2.107,76. Então, preencha o campo correspondente:

Total das contribuições facultativas à Funpresp, incluindo PAR – anual: Aqui, o valor depende de dois fatores: se você fez contribuições facultativas à Funpresp ao longo de 2021 e se você tem a Parcela Adicional de Risco (PAR) contratada.

Sim! A PAR também pode ser deduzida do seu imposto de renda! Além de contar com uma cobertura adicional por invalidez e morte por um preço muito abaixo do mercado, você ainda paga menos imposto. Procure um de nossos consultores para saber mais sobre a PAR e faça sua contratação!

Para fecharmos nosso cálculo aqui, faremos uma estimativa do montante pago nessa rubrica. Pegue o valor mensal de PAR (por exemplo, R$ 300), multiplique pelo número de meses que você contratou a PAR em 2021. Se tiver sido por 12 meses, o valor será de R$ 3,6 mil. Some a isso o valor das suas contribuições facultativas no ano (digamos que tenham sido de R$ 1 mil). Então, preencha o campo com o valor de R$ 4,6 mil:

No final da simulação, você vai encontrar o seguinte quadro comparativo:

Note que, no quadro da direita, existe o campo “Contribuições facultativas para obter o máximo de benefício fiscal” e a cifra de R$ 7.640,00. Este é o valor que você tem de realizar em facultativa até o final de 2021 para aproveitar o máximo de dedução fiscal.

Dica: faça várias contribuições adicionais para o seu plano de benefícios ao longo do ano. Fica mais fácil de APROVEITAR o valor máximo de dedução no imposto de renda para o ano seguinte e, mais importante: você aumenta a sua poupança para a aposentadoria.

Como fazer contribuições facultativas?

É muito fácil: vá à Sala do Participante, acesse o menu “Solicitações” na coluna do lado esquerdo da tela, e decida se você quer contribuir a mais todos os meses, pelo contracheque, ou realizar um aporte esporádico. Preencha o valor desejado e pronto!

Lembre-se: você tem até o dia 23 de dezembro (quinta-feira) para solicitar seu boleto de contribuição facultativa e ter dedução do imposto de renda do ano que vem!