Percentual cai para quem completa seis anos de adesão à Funpresp

Em setembro, a queda na taxa de carregamento cobrada pela Funpresp vai beneficiar 227 participantes da Entidade. São servidores que completaram seis anos de adesão a um dos planos de benefícios administrados pela Fundação (ExecPrev ou LegisPrev) e, por isso, fazem jus à redução da taxa de 7% para 5%. Desde abril, quando a medida foi implantada, até setembro, já são mais de 1,3 mil beneficiados. Até o fim deste ano, a medida favorecerá 2.238 participantes.

Essa vantagem será ainda maior a partir de abril de 2020, quando entrará em vigor uma nova política de redução da taxa de carregamento, que vai beneficiar os participantes já a partir do segundo ano de filiação. A medida foi aprovada em reunião da Diretoria Executiva da Funpresp  em agosto de 2019. Confira aqui: Funpresp reduz taxa de carregamento dos planos de benefícios pela 3ª vez.

Por que a taxa cai?

Por ser uma Entidade sem fins lucrativos, todos os recursos arrecadados com a taxa de carregamento são usados exclusivamente no custeio da Fundação. O alcance do ponto de equilíbrio entre despesas e receitas, em 2018, permitiu o  redução no custos administrativos da Entidade, custeados justamente pela taxa de carregamento – que é a única cobrada pela Funpresp.  

Diferentemente dos bancos em planos tipo PGBL, a Entidade não cobra a taxa de administração, aquela que incide anualmente sobre a reserva acumulada pelo participante. As projeções indicam que a taxa praticada pela Funpresp, em 35 anos, equivaleria a 0,14% de uma de administração.