Uma comitiva de oito alunos do 3º ano do Ensino Médio do Colégio Oswald de Andrade, de São Paulo (SP), visitou a Funpresp na tarde dessa quarta-feira (05/06) para entender o funcionamento da Entidade e debater a Reforma da Previdência e o sistema de capitalização. Os estudantes participaram de um bate-papo de aproximadamente 1h30 com o diretor-presidente da Fundação, Ricardo Pena, e o diretor de Seguridade, Cícero Dias.

A conversa começou com Pena explicando o funcionamento dos regimes social e próprio de previdência e o lugar na Funpresp num cenário de reforma. Outros pontos abordados foram as alterações feitas no sistema previdenciário brasileiro ao longo dos anos, mudanças demográficas, capitalização, repartição e modelos adotados em outros países. Interessados, os estudantes (que têm entre 16 e 17 anos) demonstraram conhecimento sobre o assunto e participaram com perguntas e considerações.

Para o diretor-presidente da Entidade, a iniciativa vai ao encontro da visão da Funpresp, que é ser uma fundação reconhecida pelos servidores públicos e pela sociedade. “É fundamental que esse debate seja feito pelos adolescentes e jovens, pois toda a discussão envolve o amanhã deles. Alguns deles poderão ser nossos participantes num futuro muito próximo, ou mesmo de outras entidades de previdência complementar. Por isso, é imprescindível o interesse, não só desses alunos, mas de toda a sociedade”, destacou Pena.

Pena conversa com alunos do 3º ano do Colégio Oswald de Andrade, de São Paulo, no Auditório Acolhedor, na sede da Funpresp

A iniciativa faz parte de um projeto da matéria de Economia, ministrada pelo professor Tarso Loureiro, em que os alunos farão um debate e simulação de plenária sobre a Reforma da Previdência, marcado para o dia 13 de junho. “Saímos daqui mais ricos e mais informados do que chegamos. O debate serviu para tirar alguns fantasmas e abrir possibilidades de pensamentos, de planejamento, de sonhos, de formas de organizar o Estado, a sociedade e a economia, tentando garantir um mínimo de qualidade de vida para todo cidadão brasileiro”, explicou o docente.

Além da Funpresp, os estudantes também visitaram a Câmara dos Deputados, onde conversaram com lideranças políticas sobre o assunto, e também foram recebidos pelos acadêmicos do Departamento de Economia da Universidade de Brasília (UnB).