Quem faz poupança com foco na aposentadoria sabe da importância de deixar esses recursos em boas mãos. Pensando nisso, o engenheiro de infraestrutura aeronáutica Germano Bayer, acreditando na gestão, na responsabilidade e no futuro da Funpresp, fez a portabilidade da economia de toda a sua vida para a Entidade. O valor de R$ 1,6 milhão foi portado para a Fundação quando decidiu se tornar participante, em abril de 2019.

Antes de tomar a decisão, Germano buscou orientação na empresa em que trabalhava, onde mantinha um plano de previdência complementar. “Quando eu disse que iria para a Funpresp, me disseram: ‘vai tranquilo’. Perguntei sobre as perspectivas de rentabilidade e gestão e as informações que eu tive foram muito positivas. Me alertaram para não ir para nenhum banco, por conta das taxas, como a de administração, que não é cobrada na Funpresp”, contou.

Germano acompanha de perto as informações do plano ExecPrev, ao qual é vinculado. Por isso, é categórico ao dizer: “Acredito que a Funpresp está posicionada entre os melhores fundos de pensão em termos de gestão”.

A aprovação no concurso público federal veio em maio de 2010, mas a decisão de se juntar aos mais de 91 mil participantes da Funpresp aconteceu em abril de 2019. “Eu não fiz antes porque não sabia que poderia fazer a portabilidade. Mas, depois de uma visita do (diretor-presidente) Ricardo Pena à Agência Nacional de Aviação Civil, onde trabalho, tomei a decisão”, disse. O participante aderiu à Funpresp mesmo sem migrar do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) para o Regime de Previdência Complementar (RPC).

Aos 57 anos, casado e pai de dois filhos – um de 30, outro de 27 anos –, morador de São José dos Campos (SP), Germano começou cedo o planejamento para a aposentadoria. Foi na empresa onde trabalhou antes de passar no concurso da Anac que o engenheiro consolidou a poupança previdenciária. Nesse emprego, a exemplo do que ocorre na Funpresp, Germano tinha o benefício da contribuição paritária do empregador.

Portabilidade – Na Funpresp, o participante não paga nenhuma taxa para realizar a portabilidade, ou seja, transferir os recursos aplicados em outros fundos de previdência complementar (abertos ou fechados) para a Entidade. Uma vez na Fundação, os recursos vão compor a reserva individual do participante e engordar a poupança previdenciária do servidor, rendendo conforme a rentabilidade do plano ao qual ele está vinculado (ExecPrev ou LegisPrev). Nos últimos 12 meses encerrados em novembro de 2019, a rentabilidade consolidada da Fundação atingiu 10%. Para solicitar a portabilidade, entre em contato pelo e-mail faleconosco@funpresp.com.br.