Palestra realizada na Funpresp nesta sexta-feira debateu o assunto com o ex-secretário de Inovação do Ministério da Indústria, Marcos de Sousa

Inovação foi o tema do Café Funpresp realizado na sexta-feira (07/12), na sede da Fundação, em Brasília. Marcos Vinicius de Souza, ex-secretário de Inovação e Novos Negócios do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, foi o convidado desta edição e apresentou diversos conceitos sobre o assunto.

Segundo ele, a Funpresp busca sempre inovar. No entanto, Marcos destaca a dificuldade notória de ser inovador em alguns meios, como por exemplo os dos fundos de pensão, que são um dos mais regulados do sistema financeiro, tornando essa tarefa um desafio cotidiano para Fundação.

Marcos Souza falou sobre definições e exemplos de inovação, as tendências que estão acontecendo em fundos de pensão e por fim apresentou metodologias utilizadas por startups que estão sempre buscando inovar. “A inovação pode ser uma ideia/produto/projeto novo para a empresa, ou para o mercado e ainda para o mundo”, explica ele.

O ex-secretário falou sobre dois mitos que estão relacionados com ao processo de inovação: inovar requer alta tecnologia e muito dinheiro. Ele explicou que tudo começa com a identificação do cenário atual em que se encontra a empresa, passando pela ideia, prototipação e aplicação da ideia.

Café Funpresp – O ciclo de palestras traz à Funpresp convidados para falar sobre diversos temas aos empregados e colaboradores da Fundação. A atividade faz parte do Plano Anual de Capacitação.