Brasília, 13/11/2017 – A Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo (Funpresp), por meio da consultoria InBehavior Lab (IBL), empresa especializada em economia comportamental, conduziu um estudo com o objetivo de conhecer as preferências dos participantes com relação a investimentos. O experimento (jogos e testes), que teve início em maio deste ano, foi concluído este mês e irá auxiliar a Funpresp na comunicação com o participante, bem como subsidiar a criação do modelo de perfis de investimentos que atenda ao participante da Fundação.

Para avaliar a introdução de perfis de investimentos à escolha do participante, a InBehavior Lab realizou testes presencias em diversos órgãos patrocinadores, entre eles, Banco Central, Tribunal de Contas da União, Universidade Federal de Goiás e Senado Federal. O estudo também contou com pesquisa enviada através de e-mail aos participantes. Com duração média de 15 minutos, o questionário podia ser respondido por computador, smartphone ou tablet.

O trabalho da consultoria também dará diretrizes ao processo de suitability, que possibilita uma análise mais apropriada de experiências, situação financeira e objetivos de investimentos dos participantes. Este mapeamento irá facilitar o papel da Fundação de orientar o participante na escolha do perfil.

De acordo com o gerente de Análise e Operações Financeiras, Gustavo Ottoni, a etapa de consultoria em economia comportamental foi uma escolha da Entidade para conhecer melhor o participante. “O nosso objetivo principal é usar a economia comportamental para criar mecanismos que auxiliem na escolha do perfil mais adequado a cada um”, afirmou Gustavo.

Perfis de investimentos – A Fundação está em processo de construção do modelo mais adequado de perfis de investimentos para os participantes, desde 2016, quando foi realizado um seminário internacional que contou com a presença de consultores, reguladores, representantes de fundos de pensão e instituições financeiras para discussão a respeito do tema. Entre os participantes, estava Renée Guerin, diretora de planejamento do maior fundo de pensão de contribuição definida do mundo, o norte-americano Thrift Savings Plan (TSP).

Além da contratação da consultoria da InBehavior Lab, a Entidade está em processo para contratação da consultoria técnica para suporte e assessoramento técnico à elaboração do Manual Técnico de implementação de perfis de investimentos. Acesse aqui o edital para mais informações.

Também foi elaborado pela Funpresp a publicação Panorama dos Perfis de Investimentos das Entidades Fechadas de Previdência Complementarclique aqui.