funpresp

Algumas categorias de servidores tiveram o prazo de migração estendido

Se a sua foi uma delas, aproveite a nova chance de repensar o seu futuro.
Faça as contas e saiba se a migração é vantajosa para você!

Para ajudar nos cálculos e na sua decisão, peça uma consultoria exclusiva e gratuita com nossos assessores previdenciários pelo formulário de contato.

O que é migrar?

É trocar as regras da sua aposentadoria, que deixa de ser regida apenas pelo Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) e passa a ser uma combinação do Regime de Previdência Complementar (RPC) com o RPPS (até o teto do INSS – R$ 7.087,22)

Quem pode migrar?

Servidor público federal que entrou na administração pública antes de 04/02/2013 (Poder Executivo) e 07/05/2013 (Poder Legislativo) e não migrou em nenhuma das oportunidades anteriores. Quem entrou após essas datas, já está no RPPS e também no RPC.

Como migrar de regime?

Se você tem acesso ao Sigepe, veja no vídeo ao lado como simular sua aposentadoria com a migração e também aderir à Funpresp.
Clique aqui para acessar o Sigepe.

Se você não tem acesso ao Sistema, procure diretamente o departamento de gestão de pessoas do órgão onde você trabalha.

Como funciona a previdência do servidor federal

Migrar x aderir

Ao migrar de regime, você decide mudar as regras da própria aposentadoria, que deixa de ser regida apenas pelo Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) e passa a ser uma combinação do Regime de Previdência Complementar (RPC) com o RPPS. Você se mantém vinculado ao regime próprio e tem cobertura previdenciária em casos de aposentadoria normal ou por invalidez e morte (até o valor do teto do INSS).

Atualmente, pelo RPPS, você aposenta com a integralidade do salário ou com a média das remunerações, dependendo do ano de ingresso no serviço público.

Ao migrar de regime, sua aposentadoria fica limitada ao teto do INSS (R$ 7.087,22). Você também recebe, na aposentadoria, o Benefício Especial, calculado por meio das bases de contribuição para o RPPS desde o dia do ingresso no serviço público até o dia da migração. Você precisa aderir à Funpresp para usufruir das vantagens e coberturas da nossa previdência complementar.

Migrar de regime é uma decisão irreversível e não pode ser alterada.
Avalie sua história profissional e suas expectativas para o futuro antes de decidir.

Ao aderir à Funpresp, você deposita mensalmente um valor em uma conta individual administrada pela Fundação, responsável por gerenciar a aposentadoria de mais de 90 mil servidores federais.

E só na Funpresp o seu investimento dobra todos os meses. Se a sua remuneração exceder o teto do INSS, para cada R$ 1,00 depositado por você, o órgão onde você trabalha também contribui com R$ 1,00.

A reserva formada pelas contribuições é revertida em aposentadoria, complementando os valores recebidos pelo RPPS, inclusive em casos de invalidez e morte.

Como participante da Funpresp, você ainda tem produtos e serviços exclusivos, como empréstimo consignado, programa de cashback, acesso antecipado a parte das contribuições e proteção extra em casos de invalidez e morte. A adesão pode ser feita a qualquer momento por todos os servidores do Executivo e Legislativo federais.

Por que fazer parte da Funpresp?

  • Não cobramos taxa de administração;
  • Cobramos apenas taxa de carregamento, que cai já a partir do 2º ano de adesão;
  • É possível acessar parte da sua reserva antes da aposentadoria;
  • Você pode acumular o benefício da Funpresp com uma pensão ou outra aposentadoria;
  • Rentabilidade competitiva e superior à inflação desde a criação da Funpresp (2013);
  • Você pode resgatar 100% da sua parte no ato da aposentadoria ou optar por receber um benefício mensal (e acumular com o Benefício Especial e a aposentadoria paga pelo RPPS);
  • Além de muitas outras vantagens, programas, produtos e serviços exclusivos para o servidor federal.

Quando você escolhe a Funpresp, prioriza o próprio futuro e o de sua família.

Quais aspectos considerar para decidir?

Avalie sua trajetória profissional: sua remuneração, quanto tempo falta até sua aposentadoria, tempo de contribuição e de serviço público, perspectiva de permanência no serviço público e idade. Não compare sua situação com a de colegas de trabalho. As condições, planos e histórias são diferentes de pessoa para pessoa. Por isso, analise a sua situação pessoal. Tire suas dúvidas com um de nossos assessores previdenciários e simule sua aposentadoria pelo RPPS e pelo RPC.

O que acontece se você migrar?

Você vai receber dois benefícios: 

Benefício pago pelo RPPS: quando você se aposentar ou caso se aposente por invalidez, vai receber um benefício mensal pago pelo regime próprio, limitado ao teto do INSS. Em caso de pensão por morte, seus beneficiários receberão o benefício, também com valor máximo igual ao praticado no regime geral.

Benefício especial: é uma parcela mensal (em compensação à migração), custeada pela União, que será paga a partir do momento em que você se aposentar. O cálculo desse benefício levará em conta o seu tempo de contribuição desde a entrada no serviço público até a data da migração. Não incide contribuição previdenciária sobre o Benefício Especial.

E se você migrar e aderir à Funpresp?

Neste caso, serão três benefícios: 

Benefício pago pelo RPPS: quando você se aposentar ou caso se aposente por invalidez, vai receber um benefício mensal pago pelo regime próprio, limitado ao teto do INSS. Em caso de pensão por morte, seus beneficiários receberão o benefício, também com valor máximo igual ao praticado no regime geral.

Benefício especial: é uma parcela mensal (em compensação à migração), custeada pela União, que será paga a partir do momento em que você se aposentar. O cálculo desse benefício considera seu tempo de contribuição desde a entrada no serviço público até a data da migração. Não incide contribuição previdenciária sobre o BE.

Benefício complementar: quem aderir à Funpresp após migrar receberá uma aposentadoria extra, cujo valor vai depender do montante acumulado na Fundação. Em caso de aposentadoria por invalidez e pensão por morte, o servidor ou os beneficiários também receberão um valor adicional àquele pago pelo regime geral. 

Simule sua aposentadoria com a Funpresp

Você pode ter a melhor proteção previdenciária, inclusive para sua família, com os produtos e serviços oferecidos pela Fundação exclusivamente para o servidor público federal.

Convidamos você a pensar como será seu amanhã com a Funpresp.

Vídeos

Confira as lives que já fizemos sobre migração de regime e adesão à Funpresp, além de todo o material produzido sobre esses assuntos. 

Assista todas as lives que transmitimos desde o início do período de migração com a participação de diretores e gerentes da Fundação.
O que é migrar? E aderir? Como calcular o Benefício Especial? Como fica a aposentadoria? Tire todas as suas dúvidas no Funpresp Explica.

Dúvidas sobre migração e Funpresp?

Se você é servidor dos poderes Executivo ou Legislativo federais e precisa de atendimento, preencha o formulário abaixo e um dos nossos assessores entrará em contato o mais brevemente possível.