A Funpresp finalizou a seleção dos fundos que vão operacionalizar os Perfis de Investimentos a partir de 2020. Serão 12 fundos divididos em cinco grupos independentes entre si.

Ao todo, foram dois processos de seleção, realizados por meio de pregões presenciais. No primeiro, feito em 19/11, foram habilitados 9 fundos geridos por: Votorantim, Itaú e Santander (grupo 1); Votorantim, Itaú e Santander (grupo 2); Itaú e Bradesco (grupo 4); e BNP Paribas (grupo 5).

No segundo, feito em 17/12, mais três fundos das seguintes gestoras foram selecionados: Icatu (grupo 3); JP Morgan e Bradesco (grupo 5). As gestoras passarão, ainda, por diligências a serem realizadas pela equipe da Funpresp.

Os cinco grupos vão gerir diferentes fundos, conforme a divisão a seguir: grupo 1 – fundos pré-fixados; grupo 2 – fundos inflação curta; grupo 3 – fundos inflação longa; grupo 4 – fundos ações em moeda doméstica; e grupo 5 – fundos ações em moeda estrangeira.

Perfis de Investimentos – A partir de 1º de janeiro de 2020, entrarão em vigor os Perfis de Investimentos, modelo pelo qual os participantes da Funpresp serão vinculados a um dos perfis de acordo com a idade. Os perfis têm percentuais de alocação diferentes nas carteiras Preservação e Performance, com diferentes níveis de risco e retorno financeiro. Saiba mais clicando aqui.