Página Inicial / Fique por dentro / Notícias / 2019 / Abril / Taxa de carregamento da Funpresp cai para até 3,0%

Taxa de carregamento da Funpresp cai para até 3,0%

Brasília, 02 de abril de 2019

Facebook Twitter Google + LinkedIn WhatsApp

Agora existem três níveis de taxas de acordo com o tempo de permanência no Plano de Benefícios

O Conselho Deliberativo da Funpresp aprovou, em reunião realizada na quinta-feira (28/03), a redução da taxa de carregamento da Entidade de 7% para até 3% a partir deste mês de abril, a depender da permanência no plano. Como é feito no regime de tributação regressivo, quanto mais tempo de adesão à Previdência Complementar, menos se paga.

A diminuição do percentual foi possível com o alcance do ponto de equilíbrio entre as despesas e receitas da Fundação, ocorrido em outubro do ano passado e auditado por empresa independente por ocasião do balanço 2018. Para o diretor-presidente da Funpresp, Ricardo Pena, o crescimento exponencial do número de participantes, com quase 76 mil participantes adesões ocorridas nos 6 anos de existência da Funpresp, também contribuiu para a deliberação.

Taxa de carregamento

 

Fonte: Funpresp-Exe

Neste ano, 2.238 participantes irão se beneficiar com a taxa menor. De acordo com Ricardo Pena, essa redução proporcionará mais recursos na reserva individual dos participantes. “A diminuição progressiva da taxa de carregamento representa um grande ganho ao longo dos anos e coloca a Entidade no patamar das fundações que praticam as menores taxas no mercado”, afirmou o presidente. 

É importante destacar que a Funpresp não cobra taxa de administração, aquela que incide sobre o patrimônio anual do plano de benefícios, cobrada pelos bancos na contratação de PGBL e que chega à proporção de, em média, 2% a.a. se comparada ao PGBL, que costuma cobrar administração e carregamento. As projeções indicam que a taxa praticada pela Funpresp, em 30 anos equivaleria a 0,14% de uma taxa de administração.

Taxa de Carregamento - O percentual incide sobre a contribuição mensal (ainda não cotizada) do participante que é definida no momento da adesão. Os recursos provenientes desta taxa são destinados exclusivamente ao pagamento dos custos de operação da Fundação. Por ser uma entidade sem fins lucrativos, esta é a única taxa cobrada pela Funpresp.