Medida é obrigatória para exercício em cargos de direção em EFPCs

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) habilitou os quatro dirigentes da Funpresp nomeados pelo Conselho Deliberativo da Entidade para compor a Diretoria Executiva. Com isso, os gestores podem tomar posse para mais três anos de mandato à frente da Fundação.

Saiba mais: Conselho Deliberativo aprova recondução de diretores da Funpresp

Ricardo Pena foi reconduzido com o diretor-presidente da Funpresp , assim o diretor de Investimentos, Tiago Nunes de Freitas Dahdah e o diretor de Seguridade, Arnaldo Barbosa de Lima Júnior. O colegiado também nomeou o servidor público federal Cleiton dos Santos Araújo para a Diretoria de Administração. Todos estão investidos no cargo para mandato de 3 anos que vence em 2021.

A habilitação de dirigentes pela Previc é obrigatória desde julho de 2016. Sem a documentação, não é permitido o exercício de nenhuma atribuição como diretor de Entidade Fechada de Previdência Complementar (EFPC).