Brasília – 10/01/2018 – Já estão disponíveis, no site da Funpresp, as Políticas de Investimentos dos planos administrados para o período de 2018 – 2022. As políticas foram elaboradas pela Diretoria Executiva, examinadas pelos Comitês de Assessoramento dos planos de benefícios e aprovadas pelo Conselho Deliberativo.

As Políticas de Investimentos são ferramentas de planejamento e programação de longo prazo, a fim de atender às necessidades e expectativas da Fundação para os cinco anos seguintes. Elas consideram as características inerentes a cada um dos planos no que refere à necessidade de liquidez, aos aspectos atuariais, à maximização do retorno e à minimização de riscos.

De acordo com o diretor de Investimentos da Funpresp, Tiago Dahdah, essas ferramentas são compostas por diretrizes que devem ser observadas constantemente pela Entidade. “Isso vale tanto para as operações de movimentação de recursos financeiros provenientes das contribuições dos participantes e dos patrocinadores como para a própria carteira de investimentos”, afirma o diretor.

O processo de elaboração teve caráter participativo e foi iniciado em agosto de 2017 com a realização da mesa-redonda, que discutiu os cenários econômicos e as perspectivas de investimentos. Além disso, foi realizado um treinamento sobre investimentos no exterior. Estes eventos contaram com a presença de gestores, colaboradores e representantes dos participantes.

Cada plano administrado pela Fundação possui uma política de investimentos individual, de acordo com suas características. São eles o Plano de Benefícios dos Servidores do Poder Executivo Federal (ExecPrev), o Plano de Benefícios dos Servidores do Poder Legislativo Federal (LegisPrev) e o Plano de Gestão Administrativa (PGA). Confira a íntegra das Políticas de Investimentos dos planos ExecPrev, LegisPrev e PGA.

Diversificação – Conforme estabelecido nas políticas anteriores, a Funpresp intensificará o processo de diversificação da carteira de investimentos por meio dos segmentos de “operações com participantes” e de “investimentos no exterior”. Além disso, continuará trabalhando para oferecer, de forma adequada, o novo produto aos participantes, denominado Perfis de Investimentos.

Entenda como as Políticas de Investimentos são elaboradas: