Brasília, 15/02/2017 – O sistema eletrônico que computará os votos de participantes e assistidos nas Eleições Funpresp 2017 foi apresentado pela Comissão Eleitoral aos candidatos nesta quarta-feira (15/02), na sede da Fundação. Na oportunidade, a Gerência de Tecnologia e Informação da Entidade simulou uma votação, desde o momento de abertura até a apuração dos votos, para demonstrar a dinâmica e a segurança do processo.

A simulação contou com a presença de representantes de três das quatro chapas inscritas no pleito e das empresas de tecnologia e auditoria licitadas para auxiliar nas eleições. Também participaram da apresentação técnicos da empresa Dataprev, responsável pelo portal da Fundação.

Na ocasião, o coordenador de infraestrutura da Funpresp e membro da Comissão Eleitoral, Eber Cherulli, ressaltou a adequação dos sites e sistemas utilizados no processo de votação. “Os sites têm certificado digital e os bancos de dados são criptografados, então todo o processo eletrônico será realizado com segurança eletrônica web e ao nível de dados”, esclareceu. Além disso, haverá ainda acompanhamento por auditoria independente, para aferir a lisura das eleições.

Renovação – Os participantes e assistidos da Entidade poderão escolher 12 novos representantes para os conselhos Fiscal e Deliberativo, e ainda para os comitês de assessoramento técnico dos planos ExecPrev e LegisPrev, das 08h30 do dia 13/03 às 18h do dia 15/03/2017, via Sala do Participante, no site da Funpresp. Nesse período, será disponibilizado na área restrita dos eleitores um link para a cédula eleitoral (ver infográfico).

Por isso, é importante que os votantes verifiquem desde já seu acesso à Sala. Em caso de dúvidas ou de problemas, os participantes deverão entrar em contato com a Fundação pelo Fale Conosco – clique aqui. Como a Funpresp está implantando um novo sistema de gestão previdenciária para aprimorar seus processos, o extrato de contribuições disponível na Sala está temporariamente desatualizado. No entanto, todos os repasses à Fundação estão em dia e as informações serão disponibilizadas na área restrita quando encerrada a transição de sistemas. É importante destacar que não há prejuízos para os participantes, que terão suas contribuições cotizadas normalmente.

Poderão votar aqueles que estão relacionados na base de votantes emitida seis meses antes do pleito de votação. O resultado do pleito será proclamado no próprio dia 15 de março, pela Comissão Eleitoral. Caso a primeira votação não atinja o quórum mínimo de 3.019 eleitores – 10% da base de votantes –, será realizada nova votação entre 21 e 23 de março. Nesse caso, o segundo pleito será válido, mesmo que não alcançado o quórum, nos termos do art. 29 do Regulamento Eleitoral. A posse dos eleitos está prevista para 1° de junho.